Serviços

Atendimento Psicológico - *Terapia Cognitivo Comportamental * Terapia do Esquema * Mindfulness e ACT *

 

Trabalho realizado pela psicóloga Rosilene Gomes, que busca primeiramente aliviar o sofrimento imediato da pessoa, por meio do acolhimento e informações, de forma que o contato possa gerar um maior equilíbrio emocional, para fortalecer o indivíduo e sua relação diante das adversidades.

 

No decorrer do tratamento, o ser adquire uma consciência da sua percepção diante da vida, aprende a perceber seus pensamentos e sentimentos, bem como, de seu comportamento, tornando-se cada vez mais autônomo diante de suas escolhas, facilitando a relação com a sociedade.

 

As sessões de psicoterapia são realizadas com Crianças, Adolescentes, Adultos, Casais, Famílias.

 

O trabalho psicoterápico, e ou psicopedagógico é diferenciado com crianças, por conta da maneira como elas se comunicam, trata-se de um contato através de diversas brincadeiras, desenhos, pinturas, recortes e colagens, contos de fadas, jogos, atividades artesanais, teatrais e motoras, como forma de comunicação e expressão.

 

Atendimentos Particulares

 

EMAGRECIMENTO CONSCIENTE - Proposta terapêutica que abrange questões de saúde emocional e alimentação.

 

O sucesso do tratamento de emagrecimento, através da Terapia Cognitivo Comportamental é alcançado, devido o entendimento pessoal (papéis que a comida representa em sua vida) que o paciente passa a adquirir, nas diferentes fases do processo.

 

* Início da Terapia;
* Estabelecimento e Manutenção em Relação ao Peso;
* Administração de Barreiras ao Emagrecimento;
* Escolha de Atividade Física;
* Admini
stração de Preocupações Relacionadas a Imagem Corporal;

* Análise e Administração de Objetivos para a Efetiva Eliminação do Peso;
* Análise sobre uma Alimentação Saudável;
* Manutenção do Peso - Destaque para as Diferenças entre PERDER PESO, ELIMINAR PESO, MANTER PESO.

O objetivo principal é a reestruturação cognitiva do paciente, ou seja, após um maior conhecimento pessoal, o mesmo passa a ter uma nova percepção em relação a vida e a comida, com:
-> PENSAMENTOS diferentes;
-> SENTIMENTOS diferentes;
-> COMPORTAMENTOS diferentes.

 

A ambivalência é a grande vilã, que acomete o indivíduo que pretende mudar determinado comportamento. Esse estado emocional gera um impasse mental, que impede a ação para o resultado esperado.

O tratamento psicológico através da entrevista motivacional, que dá atenção especial as fases que envolvem um processo de mudança, é fundamental para trabalhar com esse impasse, a fim de proseguir  com maiores resultados positivos.

Em todo o tratamento, o desenvolvimento do processo psicoterápico está atrelado, à boa relação terapêutica entre profissional e paciente, juntamente à dedicação e envolvimento pelo trabalho realizado com suas técnicas específicas.

 

Uma maior flexibilidade cognitiva e comportamental para melhor assimilar as diversas experiências é o objetivo principal do trabalho psicoterápico. VIVER O MOMENTO PRESENTE.

 


 

 

Psicopedagogia - Diagnóstico Psicopedagógico

 

 

 

No tratamento psicopedagógico, busca-se devolver ao sujeito a dimensão de seu poder (poder de escrever, poder saber, poder fazer) para que seu eu acredite em suas potencialidades. (Sara Paín)

 

 

Psicopedagogia é uma área de estudo, trabalho e análise do processo de aprendizagem, por meio do seu conhecimento, torna-se possível a compreensão da dificuldade para aprender no sujeito.

 

O Diagnóstico Psicopedagógico é um serviço de caráter terapêutico, que consiste em uma avaliação psicopedagógica e psicológica, onde se investiga por meio de várias técnicas, a maneira como a criança, adolescente ou adulto, utiliza seus recursos para aprender, no aspecto cognitivo, emocional e comportamental.

 

Com a união dessas informações chegamos a um diagnóstico, para trabalharmos a melhor maneira de intervenção para o tratamento, inclusive, casos de transtornos de aprendizagem como: dislexia, discalculia e outros problemas do gênero, que exigem uma forma diferenciada de trabalho.

 

A pessoa com dificuldade de aprendizagem geralmente não se encontra bem emocionalmente, quando procura tratamento já chega com uma bagagem de sofrimento e frustração, sua reação diante do problema costuma ser no âmbito dos comportamentos não adaptativos em situações relacionadas a esta questão. As dificuldades nas áreas da atenção, percepção, memória, dificultam a associação e fixação de informações, levando a pessoa a reagir através de comportamentos disfuncionais.

 

Crianças no início da fase escolar, devido a pouca idade, não conseguem verbalizar seus sofrimentos emocionais, costumam reagir a eles por meio dos comportamentos problemáticos.

 

Dificuldade na aprendizagem, relacionada a questões emocionais ou cognitivas, costumam aparecer por meio de queixas vindas da escola.

 

As queixas mais comuns geralmente são: dificuldade para aprender, falta de concentração, agressividade exacerbada, timidez, dificuldade no convívio social, ansiedade, depressão, trauma...

 

O objetivo no atendimento psicopedagógico está na recuperação do desejo do sujeito, com o objeto de conhecimento.

 

 

O objetivo da escola é prestar serviços educacionais de qualidade para o aluno, o serviço de atendimento psicológico/psicopedagógico, por sua vez, tem o comprometimento de fortalecer o aluno em seu desenvolvimento emocional.

Ambos trabalham pelo mesmo objetivo, permitir um desenvolvimento saudável do aluno, porém por caminhos difereciados, com intenção de alcançar as diferentes vivências.

 

 

 

Arteterapia

 

 

 

É um modelo de psicoterapia em que são utilizados materiais artísticos como mediadores de expressão, um processo facilitador que gera a comunicação de forma não verbal, já que muitas vezes a fala não é possível por conta da sua ligação com a dificuldade emocional.

 

Trata-se de um processo extremamente eficaz de expressão e conhecimento, pois consegue demonstrar a forma, como a pessoa olha para si mesma e para o mundo.

 

O uso da arte como terapia envolve, o reconhecimento do processo criativo como uma forma de reconciliar conflitos emocionais, facilitar a percepção e o desenvolvimento pessoal, gerando um maior equilíbrio.

 

É um trabalho desenvolvido geralmente em ambiente reservado, espaço propício para a criação e expressão, disponível por meio de diversos materiais artísticos, (pincéis, lápis de cores, papéis diversificados, revistas, cola, argila, desenhos, tecidos...) com a finalidade de possibilitar novas vivências.

 

Quando os sentimentos são explorados adequadamente e resolvidos em forma de arte, costuma-se haver uma clareza de expressão e entendimento. O objetivo é entender e modificar a maneira como se apresenta as coisas para si mesmo, e não atingir um padrão colocado como ideal.

 

A arteterapia tem como objetivo, favorecer o processo terapêutico, de forma a colocar a pessoa em contato com seus conteúdos internos, a fim de promover uma ampliação da consciência e autoconhecimento.

 

 

 

Orientação Vocacional

 

 

A vocação refere-se à tendência ou aptidão que possuímos referente à ambientes vivenciados, características aprendidas, e muitas vezes estimuladas, portanto desenvolvidas por meio da experiência de vida.

 

Este trabalho tem por objetivo, estimular o amadurecimento psicológico do jovem, incentivar o conhecimento de suas características pessoais, de forma que adquira um maior autoconhecimento para perceber e analisar, a relação entre suas habilidades pessoais e sua escolha profissional.

 

Trabalho onde a pessoa recebe maiores informações a respeito da sua personalidade, habilidades, preferências, valores, crenças e preconceitos, características que ajudam na decisão da profissão.

 

Em casos de pessoas mais maduras que desejam mudar de área, de profissão, também há um excelente modelo de trabalho envolvendo autoconhecimento e técnicas específicas.

 

 

- Atividades em arteterapia com diferentes propósitos;

 

- Analogia entre estilos de vida e profissão;

 

 

A orientação vocacional em nosso contexto deve informar o orientando, promover seu autoconhecimento, a fim de prepará-lo para suas opções de vida, aguçando a percepção sobre suas facilidades e dificuldades pessoais em relação às circunstâncias da vida.