Psicologia

Você tem consciência de seus VALORES? São eles que ajudam a guiar em suas ESCOLHAS.

Em um processo psicoterápico, na linha da Terapia Cognitiva Baseada em Aceitação, o trabalho inicial é tornar o paciente consciente dos próprios valores, e a partir desse conhecimento, examinar a relação entre esses valores e as escolhas comportamentais. Passando a explorar a disposição para realização de COMPORTAMENTOS VALORIZADOS.

 

Rosilene Gomes - Psicóloga

 

 

 

 

 

 

As pessoas geralmente me procuram, por não estarem satisfeitas pela forma como se sentem, ou para entender determinadas vivências, onde precisam ressignificar o entendimento/sentimento dessa experiência.

 

Cada paciente constitui uma experiência única, cada indivíduo possui um mundo único de emoções.

Praticar novas respostas, abre a possibilidade de escolhas comportamentais, permitindo que a pessoa pense e aja de forma mais flexível.

 

Participar desse seu mundo, por meio dos meus conhecimentos, ajudando a identificar as suas crenças disfuncionais, sobre seus pensamentos, emoções e comportamentos, é o meu trabalho.


O autoconhecimento coloca o indivíduo em novos caminhos. " Rosilene Gomes - Psicóloga"

 

 

 

 

A pessoa refletida no espelho HOJE, foi construída, baseada em lembranças, de falas/imagens/cheiros/contatos/sentimentos/percepções/escolhas/vivências e comportamentos.
O que você entendeu/sentiu de tudo isso, tornou-se VOCÊ!! (em um processo psicoterápico, todo esse entendimento/sentimento pode ser ressignificado, pois nos encontramos em eterna construção e desconstrução do Eu, devido novas vivências).
O ser visto pelo outro, é de uma imagem esteriotipada, uma aparência. É VOCÊ??
Geralmente qual você assume?
O AUTOCONHECIMENTO É FUNDAMENTAL NA VIDA. "Rosilene Gomes - Psicóloga"

 

"E se me achar esquisita, respeite também. Até eu fui obrigada a me aceitar." Clarice Lispector

 

 

 

Você precisa criar a sua identidade, pois não a herda.

Não apenas é preciso fazer isso do zero e, de fato, passar a vida inteira redefinindo-a, porque as formas de vida mudam de uma hora para a outra. (Zygmunt Bauman)

 

 

Página 1 de 2